Se te faço feliz, me diga

Me conte, me fale, me tome

Quem faz feliz, meu amigo

De cortesia tem fome

 

Feio é quem me usa

E, sem dar importância, some

Nada aqui nesse mundo

É obra vaga e sem-nome

 

Tudo tem autor, reconheça

Tudo com sobrenome

E como o amor, só é justo,

Quando tem NÓS de pronome

Comente com Facebook

Se quiser conhecer meus livros